Lúcifer, O Portador da Luz, Capitulvm VII, Panparadox, Vexior 218

Lúcifer, The bringer of the black flame, Capitulvm VII, Panparadox, Vexior 218

 

Traduzido por Wilians Miguel

 

Lucifer é o portador da luz; aquele que carrega e nutre os fogos negros em nossas almas. Aquele que expele um inferno ardente do Caos nos nossos desejos esfarrapados e escravizados e, assim, ocorre novos pensamentos sobre uma nova escuridão eterna, a fusão com o caos. Estou filosofando sobre o pan-dimensional ser tudo o que é zero, que é o todo, que é a fonte da origem.

 

Um elemento importante em meus pensamentos é o Lúcifer que sacia minha sede de conhecimento e a busca por gnose – a tentação da Esmeralda Verde. Um elemento importante em minhas filosofias são as chamas que simto inflamadas no ovo em minha mente para procurar, cavar e devorar a informação significativa que as forças espirituais carregam diante de mim.

 

Cada dia mais eu tenho prazer na nevasca circundante, onde os flocos de neve são mentores de origem caótica que estão tentando me alcançar. Pois eu criei um elo entre minha força e as forças luciferianas que invocam poderes anti-cósmicos e invocam a louca colisão das chamas dos demônios caóticos – esta ligação enfurecida é gerada com o propósito de absorver a caos-gnose.

 

Através do ritual, a magia do sigilo lança o símbolo de Lúcifer em minha alma. Eu defendo esse nome colérico. O Lucifer, o Satanás, e eu, abrimos novos portais para as cavernas sombrias no abismo negro da minha alma. Aí alcanço os domínios escuros que são bloqueados por falsas ilusões cósmicas- é onde eu alcanço a Gnose do Caos.

 

Pan tem uma conexão muito complexa com Lúcifer. Para reduzir um monte de teorias profundas e enigmáticas, eu gostaria de colocar desta forma: se Lúcifer e Moloch são deuses gêmeos, então Pan é a sombra Luciferiana, lançada pelos deuses gêmeos, e a força anti-cósmica negra que liga os deuses. Sim, Pan é um deus do fogo, entendido por muitos como um deus solar, o deus ligado ao sol escuro; a força Sorathiana, a força contrária ao sol.

This entry was posted in Zona Morta. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *